sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Os três tipos de educadores durante uma greve


COLEGAS,
Na vida, todos procuramos levar vantagens, embora tenhamos, muitas vezes, que lidar com as desvantagens. A princípio, esse desejo de sempre sair ganhando parece ser justo. Contudo, quando queremos levar vantagens em cima do sofrimento ou da luta de outros, esse desejo passa a ser dos mais perversos que conheço.
No momento em que nos aproximamos de completarmos a marca histórica de 100 dias de greve, achei por bem fazer uma análise das “vantagens” que cada tipo de educador pensa estar levando ao se posicionar diante do movimento e da sociedade.  Esta análise pode parecer dura, mas foi a que me surgiu no momento. Como professor e pai, angustiado como tantos outros, me vi obrigado a refletir sobre o porquê de termos ainda estes três tipos de educadores, quando o mais viável era termos apenas o terceiro. Pense comigo e veja onde você se encaixa.
“VANTAGENS” DE SER UM “ASSINADOR DE PONTO”
·         Não perder nem um centavo no pagamento enquanto alguns de meus colegas passam a pão e água ou dependendo de parentes;

·         Poder chegar e sair da escola a hora que quiser, pois ninguém está ali para fiscalizar;

·         Poder colocar as fofocas em dia enquanto meus colegas esquentam a cabeça tentando conquistar aquilo que também será meu;

·         Fazer média com a Superintendência ou a Direção, mostrando como sou comportadinho (a) e dedicado à profissão;

·         Continuar agradando nosso chefe maior, pois a qualquer hora ele pode reconhecer o meu esforço;

·         Poder entrar nas contas do governo como mais um que não está em greve;

·         Continuar merecedor dos elogios do chefe que, a todo instante, agradece minha dedicação nos jornais.
“VANTAGENS” DE SER UM FURA-GREVE
·         Ficar bem visto pelos pais e alunos, mostrando mais amor à profissão que ao salário;

·         Medo de conquistar algo do qual não se acha merecedor;

·         Ficar rindo dos outros enquanto eles pagam aulas aos sábados e feriados;

·         Poder desfilar no 7 de setembro com os pelotões completos;

·         Fugir da realidade tentando manter o status de professor(a) que já não existe;

·         Mostrar aos outros que não trabalha só por dinheiro e que é ótimo professor;

·         Poder falar “tá vendo!” cada vez que vê uma notícia contra o movimento na mídia paga;

·         Colaborar com o governo que tenta menosprezar o movimento;

·         Outras vantagens do “assinador de ponto”.
“VANTAGENS” DE SER UM LUTADOR
·         Estar bem consigo mesmo, pois está certo de estar lutando pelo que é seu de direito;

·         Não ter medo de falar em justiça, igualdade, solidariedade e cidadania em qualquer lugar que estiver;

·         Poder olhar para trás e saber que esteve lá, construindo a História;

·         Poder olhar de igual para igual nos olhos dos colegas que estiveram ao seu lado;

·         Ter o respeito da sociedade que reconhece que é uma luta justa.

·         Dar aulas de cidadania mesmo que fora da sala de aula.

·         Poder bater no peito e falar com orgulho: Sou brasileiro, não desisto nunca.

·         Não ter que provar nada a ninguém, pois sua luta, por si só, já mostra sua alma.

·         Conquistar...  perder, às vezes, mas sempre se levantar de cabeça erguida e pronto para prosseguir na luta.
E AÍ, VOCÊ FOI CAPAZ DE SE POSICIONAR? EU, SINCERAMENTE, ESPERO MUITO TE TER NO GRUPO DOS LUTADORES. AINDA É TEMPO DE SOLTAR AS AMARRAS E AJUDAR-NOS A DAR O NOSSO GRITO DE LIBERDADE.
Rogério Trindade

Nenhum comentário:

Postar um comentário