sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Peça teatral "Quem é o melhor no Trânsito?" (Teatro de fantoches)


CENÁRIO
TRÂNSITO COM SEMÁFORO. BARULHO DE CARROS, FREADAS E BATIDAS.
CARROS (CRIANÇAS) PASSAM VELOZMENTE PELA RUA SEM RESPEITAREM O SEMÁFORO (DOIS EM CADA DIREÇÃO). QUASE ATROPELAM UMA CRIANÇA QUE PASSA A PÉ NA FAIXA.
CRIANÇA (PARANDO): ___ O quê é isso? Vocês não sabem por onde andam não? Pensam que são os donos da rua?
OS CARROS TAMBÉM PARAM LADO A LADO. OS FANTOCHES APARECEM PELO VIDRO DOS CARROS.
MOTORISTA 1: ___ Ora, menina, e quem é você para falar assim com a gente? Não vê que és uma simples pedestre?
MOTORISTA 2: ___ É mesmo!!! Você precisa tomar mais cuidado e olhar por onde anda.
CRIANÇA: ___ Para o governo de vocês, eu estava atravessando na faixa de segurança. Ali eu posso atravessar a hora que eu quero!
MOTORISTA 3: ___ Quê isso, garota! De onde tirou essa ideia? A rua é dos carros. Pedestre tem que ter mais atenção. Não vê que os carros são mais importantes? Sem eles, o Brasil para.
CRIANÇA: ___ Em parte vocês têm razão. Sem os motoristas e seus veículos para transportar pessoas e produtos de um lugar para o outro, o nosso país para e ficaria pobre. Mas vocês sabiam que a maioria dos acidentes de trânsito é causada pela imprudência dos motoristas?
MOTORISTA 4: ___ Ei, a garota está certa! Nós, motoristas, juntamente com os motociclistas, somos os responsáveis pela bagunça em que se transformou o nosso trânsito.
CRIANÇA: ___ Está aí um motorista bem informado! E agora, quem tem razão?
MOTORISTA 1: ___ Mesmo assim vocês perderam: somos 3 contra 2. Então, continuamos com a razão.
CRIANÇA: ___ É... estou vendo que com esta discussão não chegaremos a lugar nenhum. Vejam... lá vem vindo uma fada madrinha!!! Quem sabe ela pode nos dizer quem tem razão!
(APARECE A FADA MADRINHA.)
FADA MADRINHA: ___ Olá, meus amigos!!! Percebo que estão com algum problema. Será que posso ajuda-los?
CRIANÇA: ___ Mas é claro, Fada Madrinha!!! Basta dizer a estes senhores que no trânsito o pedestre sempre tem razão.
FADA MADRINHA: ___ Espera aí, criança! Não sou uma fada especialista em trânsito, mas acho que não é bem assim.
MOTORISTAS 1, 2 E 3 (JUNTOS): ___ Tá vendo?! Não dissemos que a razão estava com a gente.
FADA MADRINHA (NA DÚVIDA): ___ Também não sei... O trânsito não é nenhum conto de fada. Por isso, seus problemas não podem ser resolvidos com uma varinha de condão. Deixa eu pensar... (PARA PARA PENSAR). Vejam só que sorte a nossa !!! Estão chegando três amigos e acho que eles poderão nos ajudar.
(APARECEM O GUARDA, O SEMAFORILDO E SEMAFORILDA)
GUARDA: ___ Algum problema por aqui, pessoal? Podemos ajuda-los?
MOTORISTA 2: ___ É essa garotinha, seu Guarda. Ela não está preparada para enfrentar o trânsito. Imagine que ela pensar que por ser uma pedestre tem mais direitos que os motoristas.
GUARDA: ___ É... ela está mesmo errada!
MOTORISTA 4: ___ Pois estes senhores também pensam que são os mais importantes no trânsito só porque estão motorizados.
GUARDA: ___ Pois eles também estão errados!
TODOS: ___ Uai, então quem está certo aqui?! Quem é mais importante no trânsito?
SEMAFORILDO: ___ Isto é fácil. No trânsito, ninguém é mais importante que o outro. O mais importante é a VIDA.
SEMAFORILDA: ___ O que mais importa seja para o pedestre, motorista, motociclista ou ciclista, é ir e vir com segurança. Para isso, é preciso respeitar as regras.
MOTORISTA 3: ___ Mas eu respeito regras. Aliás, são os outros que não respeitam as regras que criei.
GUARDA: ___ Meu amigo, o trânsito não é uma luta de vale-tudo. Você não pode criar suas próprias regras de circulação porque os outros podem não conhecê-las e criar suas próprias regras também.
CRIANÇA: ___ O que fazer então? Eu também pensava que cada um de nós deveria seguir suas próprias regras.
FADA MADRINHA: ___ Essa eu sei!!! Todo mundo deve seguir as regras que estão no nosso Código de Trânsito.
GUARDA: ___ Você está certa, Fada Madrinha! No Código de Trânsito Brasileiro estão as regras comuns a todos os sujeitos que participam do trânsito: o motorista, o pedestre, o guarda, o motociclista, o ciclista, o carroceiro... quer dizer, todo mundo.
SEMAFORILDO: ___ Isto quer dizer que  são leis que devem ser obedecidas por todos, da criança ao idoso, do pedestre ao motorista. Respeitar as leis de trânsito é obrigação de todos os envolvidos.
SEMAFORILDA: ___ Conviver bem no trânsito não tem nenhum segredo. Só é preciso atenção, obediência às leis e respeito ao outro.
TODOS: ___ Xiiiiiiiiiiii, Fada Madrinha! Estávamos todos errados! É mesmo muito simples. Será que você poderia fazer com que a gente esqueça tudo de errado que fazíamos no trânsito?
FADA MADRINHA: ___ Ah... isso eu posso fazer. Mas não se esqueçam de uma coisa: no trânsito, não existe vara de condão, é preciso respeito e muita atenção. Vamos lá! Preparados? Sim... salabim... pó de pirlimpimpim... toda a sabedoria cresça em mim.
TODOS CANTAM:
Se essa cidade, se essa cidade
É mesmo minha
Vou mandar
Vou mandar todos respeitar
Os sinais
E as leis de trânsito
Para a vida
Para a vida preservar.

Nesta cidade, nesta cidade
Tem pessoas
Que precisam
Que precisam transitar
Dentro dela
Dentro dela estamos nós
Que queremos
Que queremos ajudar.

Se eu ajudo
Se eu ajudo e você também
Nosso trânsito
Nosso trânsito vai melhorar
Vem pra luta
Vem pra luta você também
Para outros
Para outros conscientizar.

Um comentário: